Pesquisar este blog

Tradutor

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2024

Não cobre o que deve ser espontâneo…



Não cobre o que deve ser espontâneo, mas também não se cale diante do que é abusivo.

A base de toda relação sadia é o diálogo. Dialogar não é só falar, é sobre ouvir e também ser ouvido. Relação que faz bem precisa de fala e de escuta. Porque a comunicação é a porta onde a alma se revela. Eu não posso esperar que o outro saiba o que não comunico.

Se machuca, fale.

Se incomoda, diga.

Se não te faz bem, expresse.

Faça do diálogo um instrumento que lapida a relação e a transforma em algo melhor.

Falar não é sobre cobrar, é sobre esclarecer.

Mas se você precisa sempre pedir o óbvio, o necessário, o natural. Se você fala e não tem escuta. Se cobra o que precisa ser espontâneo e recíproco, talvez você esteja tentando extrair amor de onde só existe indiferença.

O amor não deve ser cobrado. Se preciso cobrar para que alguém me ame, me veja, me reconheça, me considere, me valorize, é porque muito provavelmente não é ali que eu deva estar. Dialogar é necessário, traçar limites é vital, entender é fundamental, mas cobrar é um desgaste desnecessário que ninguém precisa passar.

Talvez você não precise cobrar, talvez você apenas necessite se retirar dos espaços que não te acolhem como você merece.


Alexandro Gruber

terça-feira, 6 de fevereiro de 2024

As 7 leis herméticas




    As sete principais Leis Herméticas se baseiam nos princípios incluídos no livro Caibalion que reúne os ensinamentos básicos da Lei que rege as coisas manifestadas. A palavra Caibalion, na língua hebraica significa tradição ou preceito manifestado por um ente de cima. Esta palavra tem a mesma raiz da palavra Kabbalah, que em hebraico, significa recepção. O Caiballion foi escrito por Hermes Trismegistros e é possível encontrar publicações atualizadas.

A Lei do Mentalismo

O Todo é Mente. O Universo é mental. O Universo funciona como um grande pensamento divino. É a mente de um Ser Superior que “pensa” e assim, tudo passa a existir. É o Todo. Toda a criação principiou como uma ideia da Mente Divina que continuaria a viver, mover-se e a ter seu ser na Divina Consciência. A matéria é como os neurônios de uma grande mente, um Universo consciente que pensa. Todo o conhecimento flui e reflui de nossa mente já que estamos ligados a uma Mente Divina que contém todo o conhecimento.

A Lei da Correspondência

O que está em cima é como o que está embaixo. E o que está embaixo é como o que está em cima. Para manifestar os milagres de uma mesma coisa. A perspectiva muda de acordo com o referencial. A perspectiva da Terra normalmente nos impede de enxergar outros domínios acima e abaixo de nós. A nossa atenção está tão concentrada no microcosmo que não percebemos o imenso macrocosmo à nossa volta. O princípio de correspondência diz que, o que é verdadeiro no macrocosmo é também verdadeiro no microcosmo e vice-versa. Portanto podemos aprender as grandes verdades do Cosmos observando como elas se manifestam em nossas próprias vidas.

A Lei da Vibração

Nada está parado, tudo se move, tudo vibra. Inclusive nossos pensamentos e intenções. No Universo todo movimento é vibratório. O Todo se manifesta por esse princípio. Todas as coisas se movimentam e vibram com seu próprio regime de vibração. Nada está em repouso. Das Galáxias às partículas subatômicas, tudo é movimento. Todos os objetos materiais são feitos de átomos e a enorme variedade de estruturas moleculares não está rígida ou imóvel, mas oscila de acordo com as temperaturas e as harmonias da Criação. A matéria não é passiva ou inerte, como nos pode parecer em nível material, mas sim, cheia de movimento.

A Lei da Polaridade

Tudo é duplo, tudo tem dois polos, tudo tem seu lado oposto. O igual e o desigual são a mesma coisa. Os extremos se tocam. Todas as verdades são meias verdades. Todos os paradoxos podem ser reconciliados.        A polaridade revela a dualidade, os opostos representando a chave de poder no Sistema Hermético. Mais do que isso, os opostos são apenas extremos da mesma coisa. Tudo se torna idêntico em natureza. O polo positivo (+) o negativo (-) de uma corrente elétrica são uma mera convenção.  O claro e o escuro também são manifestações da luz. A escala musical do som, o duro versus o flexível, o doce versus o amargo. Amor e o ódio são simplesmente manifestações de uma mesma coisa - diferentes graus de um sentimento.

A Lei do Ritmo

Tudo tem fluxo e refluxo, tudo tem suas marés, tudo sobe e desce, o ritmo é a compensação e a cadenciação do Universo vivo. Pode se dizer que o princípio é manifestado pela criação e pela destruição. É o ritmo da ascensão e da queda, da conversão da energia cinética para potencial e da potencial para a cinética. Os opostos se movem em círculos. É a expansão até chegar o ponto máximo, e depois que atingir sua maior força, se torna massa inerte, recomeçando novamente um novo ciclo, dessa vez no sentido inverso. A Lei do Ritmo assegura que cada ciclo busque sua complementação, e que tudo cessa, tanto os momentos bons como os momentos ruins que passamos durante a vida.

A Lei do Gênero

O Gênero está em tudo, Tudo tem o princípio masculino e feminino. O gênero se manifesta em todos os planos da Criação. Os princípios de atração e repulsão não existem por si só, mas somente um dependendo do outro. Tudo tem um componente masculino e um feminino independente do gênero físico. Nada é 100% masculino ou feminino, mas sim um balanceamento desses gêneros. Existe uma energia receptiva feminina e uma energia projetiva masculina, a que os chineses chamavam de Ying Yang. Nenhum dos dois polos é capaz de ter o poder criativo sem o outro. É a manifestação do desejo materno com o desejo paterno.

A Lei da Causa e Efeito

Toda causa tem seu efeito. Todo efeito tem sua causa. Existem muitos planos de causalidade, mas nenhum escapa à Grande Lei que rege.         Nada acontece por acaso. O acaso não existe. Nem mesmo o acaso acontece por acaso. É simplesmente um termo dado a um fenômeno existente do qual não conhecemos.  Esse princípio é um dos mais polêmicos, pois também implica no fato de sermos responsáveis por todos os nossos atos. No entanto, esse princípio é aceito por todas as filosofias de pensamento desde a antiguidade. Também é conhecido como Karma. Ser Humano é Energia. Essa Energia é força de maior intensidade, de menor intensidade e de zero intensidade. O Ser ativo, participativo, solidário, ético, optativo e decisivo é um ser que emana energia em alta intensidade.    Um ser inativo, egoísta, passivo, corruptor, inoptativo e indeciso é um ser de energia de baixa intensidade. Um ser doente, em fase terminal, é um ser de intensidade de Energia igual à zero. Um ser que faz o mal, vive para o mal, pratica o mal, venera o mal, participa para o mal, tem o pensamento voltado para o mal, ludibria a vontade alheia em proveito próprio, tem uma energia de intensidade sofrível. Um ser que é benevolente, que pratica boas ações, que venera o bem, faz o bem sem olhar a quem, ajuda ao próximo, tem o pensamento voltado para a prática do bem, é altruísta, provoca a paz entre os homens, tem uma energia de intensidade maior.

Via: Eu Sou Luz 
Imagem: Pinterest